Audaces participa da Première Vision São Paulo

A Audaces, empresa 100% nacional que exporta tecnologia para confecções de mais de 70 países, estará presente na 10ª Première Vision São Paulo, que ocorrerá dias 4 e 5 de novembro, na capital paulista. Principal evento do mundo em tendências para o segmento têxtil, a feira possui edições também na França, Estados Unidos, China, Rússia e outros países, num total de 20 edições que chegam a reunir 3,4 mil expositores e mais de 160 mil expositores anualmente.

A edição paulista da Première Vision reúne anualmente os profissionais que decidem quais serão as tendências da moda nacional e latino-americana, além dos melhores fabricantes de fios, fibras, tecidos, malhas, acessórios, estúdios de design e bureau de tendências. A participação da Audaces, a primeira como expositora no evento, busca reforçar ainda mais sua marca perante esse público.

Para isso, a empresa levará ao evento alguns dos sistemas que a tornaram referência mundial em tecnologia voltada à moda. O Audaces 3D, é destaque em vários países na simulação tridimensional de modelagem de roupas. Produz manequins virtuais, sobre os quais as peças são montadas, o que reduz consideravelmente o número de peças-piloto necessárias para cada criação. Com galeria de tecidos e estampas, o software recursos que proporcionam riquezas de detalhes, como a simulação do caimento das roupas de acordo com o tecido escolhido, e o mapa da tensão, que mostra onde a roupa está justa ou com folgas.

Após um convênio firmado entre a Audaces e a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), os manequins virtuais do 3D passaram a ser utilizados no desenvolvimento da nova padronização de medidas para roupas femininas produzidas no país, trabalho que será concluído no início de 2015. Com o software, os pesquisadores da ABNT e do Senai-Cetiqt-Rio puderam, pela primeira vez, visualizar os biotipos identificados a partir das medidas apuradas com mais 7,4 mil brasileiras.

Outra marca da inovação da Audaces que estará na Première Vision é o Digiflash, sistema que digitaliza, a partir de uma única foto, séries de moldes feitos à mão. Ao unir os processos manual e digital, possibilita que, na tela do computador, as marcações sejam corrigidas e graduadas com poucos cliques no mouse. Líder mundial em seu segmento, o Audaces Digiflash foi considerado uma das dez principais inovações da indústria brasileira na década de 2000 pelo Monitor Group e pela Revista Exame.

O Audaces Vestuário, que também estará na feira, é o software de modelagem líder de mercado. Reconhecido mundialmente como o passo inicial para a automação de confecções, o sistema possui características que aumentam a precisão na confecção de moldes, facilitam a graduação de bases e produz encaixes com alta precisão e proporciona melhor aproveitamento de tecido.

A Première Vision São Paulo ocorrerá nos dias 4 e 5 de novembro, das 10h às 19h, no Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte.

 

Serviço PremièreVision São Paulo

Quando: 04 e 05 de novembro

Onde: Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte (Rua José Bernardo Pinto, 333 Vila Guilherme)

Localização do estande da Audaces: A7

SCMC fotografa peças desenvolvidas no ano 9

Os 18 times criativos formados por estudantes e profissionais das indústrias associadas ao Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) já finalizaram as peças que serão apresentadas no evento final do ano 9, que será de 6 a 13 de dezembro, no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis (SC). Até sexta-feira (24), o ensaio de fotos e o desfile eletrônico das peças serão gravados na Capital.

Por trás das lentes está o casal de fotógrafos Le+Gui e os desfiles virtuais ficam por conta da produtora Wide. Cada time desenvolveu sete itens. Estão envolvidos nas criações 36 estudantes e 86 profissionais.

Paula Cardoso, gestora executiva do SCMC, aponta que essa experiência complementa o propósito do Inteligência Compartilhada, que é fazer os estudantes e os profissionais vivenciarem juntos a cadeia completa da criação de um produto: desde a decisão sobre o design até a captação de fotos. “Alguns profissionais escolhidos pelas empresas para estarem no projeto não fazem parte do desenvolvimento e estão tendo essa oportunidade pela primeira vez”, complementa.

Inspirações do ano 9

Depois de descobrir o resort culture no ano 7 (2012) e identificar personagens que representam essa cultura no ano 8 (2013), a vertical Inteligência Compartilhada busca neste ano 9 mostrar quem são os movimentos e pessoas que estão transformando o estado por meio da arte, da cultura e do design.

Jackson Araujo, um dos consultores criativos do projeto, explica que essa transformação não tem nenhuma relação com assistencialismo ou caridade. “Buscamos transformadores através de uma nova economia, menos capitalista e mais focada no bem comum. A chamada economia criativa, que embora pareça apenas uma teoria para alguns já é prática em várias ações realizadas em Santa Catarina”, aponta.

Os movimentos são divididos em duas frentes, explica a consultora Luca Predabon. “Os CitiZen são os que veem nas suas ações e negócios uma possibilidade de melhorar o mundo – como marcas que aproveitam resíduos de indústrias têxteis para desenvolver novos produtos e geram uma cadeia que envolve sustentabilidade e design. Já os Goodmakers são aqueles que não necessariamente transformam boas ações em negócios, mas mantem o viés de atingir o outro no seu trabalho – como um fotógrafo que busca atrair o olhar para um determinado problema”, conclui.

 

Imagem: Le+Gui

Imagem: Le+Gui

Sobre o Inteligência Compartilhada

Principal vertical do SCMC, o Inteligência Compartilhada surgiu com o objetivo de promover um intercâmbio entre estudantes de moda e design e equipes de criação das empresas. No início de cada ano, ocorre um processo seletivo de escolha destes estudantes, que recebem a oportunidade de criar, em conjunto com os profissionais, uma capsule collection sob orientação da consultoria criativa do projeto.

Vários workshops ocorrem durante o ano todo para debate de tendências de comportamento e consultoria na criação dessas coleções, que são apresentadas numa mostra que está entre os maiores eventos de moda do país e ocorre sempre no fim de cada ano.

Sobre o SCMC

O SCMC está no ano 9 e reúne 17 empresas e entidades de ensino que acreditam que é possível, através da descoberta de uma identidade de moda e design, agregar valor aos itens produzidos em Santa Catarina. Juntas, estas empresas faturam mais de R$ 4,1 bilhões e empregam 25 mil pessoas. São elas: Altenburg, Audaces, Cia. Hering, Círculo, Dalila, Daniela Tombini, Digra, Dudalina, Fakini, HI Etiquetas, Karsten, Lancaster, Marisol, Meu Móvel de Madeira, Oceano, Printbag e Tecnoblu.

Sebrae promove lançamento do livro A Moda Imita a Vida em Florianópolis

Na última segunda-feira (20), o Sebrae realizou, em Florianópolis, o Seminário Relacionamento de Consumo e Fashion Marketing. No evento, o gerente de marketing da grife carioca Farm André Carvalhal lançou seu livro A Moda Imita a Vida e também deu uma palestra sobre fashion marketing.

“Foi com a moda que mais aprendi sobre marketing’, comentou o publicitário e jornalista carioca, que reforçou que as marcas precisam ir além do produto, já que as pessoas não precisam de roupas como precisam de outros itens ou serviços, e fazer com que a moda suba no conceito dos consumidores. Para ele, é preciso fazer com que as pessoas queiram passar mais tempo com a marca e não apenas promover a venda de produtos. Sobre conteúdo nas mídias digitais, comentou: “Vamos ser o que as pessoas querem ver, e não interromper o que elas estão curtindo com anúncios”, citando diversos cases de sucesso da grife Farm.

kit-sobrevivencia-g

A programação também contou com a palestra A publicidade nativa na época do marketing da verdade, com Eurides Terence, e com Posicionamento de marca e relacionamento com o cliente, com a estilista catarinense Juliana Silveira. O evento aconteceu no hotel Quinta da Bica d’Água.

Amélia Malheiros falará sobre o SCMC no TEDxBlumenau

Conexões que Quebram Paradigmas é o tema da edição do TEDxBlumenau, que ocorre no dia 1º de fevereiro no Teatro Carlos Gomes. A ligação do Santa Catarina Moda e Cultura com essa temática fez com que Amélia Malheiros fosse uma das selecionadas para apresentar o case no evento. Amélia participou da criação do movimento e o acompanha até hoje.

Segundo Humberto Cardoso Filho, que faz parte da organização do TEDx Blumenau, a executiva conseguiu cativar a todos ao trazer um tema de extrema relevância para a realidade local. “Amélia sobe ao palco para contar o que acontece quando um grupo de empresas do mesmo segmento deixa de lado a concorrência e se conecta em busca de um mercado mais fortalecido para todas. Se o tema do TEDxBlumenau é Conexões que Quebram Paradigmas, acreditamos que esta é uma das ideias que merece ser espalhada”, aponta.

O TEDx é um programa de eventos locais, organizados de forma independente que reúne pessoas para compartilharem uma experiência. O modelo seguido é o TED (do inglês Technology, Entertainment, Design), uma fundação norte-americana privada sem fins lucrativos que realiza conferências com apresentações de até 18 minutos que são amplamente divulgadas na internet. O principal objetivo das iniciativas é a disseminação de ideias.

Amélia Malheiros, vice-presidente do SCMC, será uma das participantes do evento. Imagem: Paula Cardoso

Amélia Malheiros, vice-presidente do SCMC, será uma das participantes do evento. Imagem: Paula Cardoso


Sobre o SCMC

O SCMC está no ano 9 e reúne 17 empresas e entidades de ensino que acreditam que é possível, através da descoberta de uma identidade de moda e design, agregar valor aos itens produzidos em Santa Catarina. Juntas, estas empresas faturam mais de R$ 4,1 bilhões e empregam 25 mil pessoas.

São elas: Altenburg, Audaces, Cia. Hering, Círculo, Dalila, Daniela Tombini, Digra, Dudalina, Fakini, HI Etiquetas, Karsten, Lancaster, Marisol, Meu Móvel de Madeira, Oceano, Printbag e Tecnoblu.

Save the date!

Anote na agenda: dia 13 de novembro, ocorre a 4ª edição do OCTA Fashion – Observatório de Culturas e Tendências Antecipadas. O evento apresenta o desfile das minicoleções dos 43 formandos 2014 em Design de Moda da Udesc.

unnamed

Série de vídeos do Posthaus.com amplia interação com o público virtual

A série de vídeos online com foco em moda completa quatro anos e tem se destacado entre as formas adotadas pelo Portal catarinense para ampliar a interação com o público virtual. A última edição do Guia de Estilo Posthaus.com foi lançada em Setembro e conta com seis vídeos com dicas para a temporada Primavera/Verão 2014.

A cada quinzena, o Portal divulga um novo tema com dicas e orientações repassadas por uma consultora de moda. Desde a quinta edição, a blogueira Suh Riediger é quem apresenta o material produzido pela Lince Produtora, de Blumenau. Nesta temporada, o Guia trouxe dicas de como usar a estampa de oncinha, o vestido certo para cada tipo de corpo e como montar um look sensual na medida certa. A partir da segunda quinzena de Outubro, serão lançados os temas: calça estampada,roupas para usar nas festas de fim de ano e dicas de como preparar uma mala de verão. “Percebemos que o público está acompanhando os vídeos a cada nova edição. As visualizações melhoram a cada ano e procuramos sempre oferecer os temas diferenciados para atender cada vez mais o consumidor”, afirma Thiago Fernando de Zutter, coordenador de E-commerce do Posthaus.com. Todas as edições do Guia de Estilo podem ser conferidas no canal da Posthaus no Youtube.

Foto_039-2014 (Guia de Estilo Verão Primavera)

Ficha técnica 

Fotografia e Filmagem

Gravação: Lince Produtora

Direção: Elvys Sewald

Edição: Lucas D. M dos Santos

Fotografia: Antônio Marcos Waldrich

Modelo/Apresentadora

Suh Riediger

Equipe de Estilo

Beatriz Mafra

Bruna Luiza das Neves

Regiane Girotto

Cabelo e Maquiagem: Graciela Eufrasio

Criação: Ronaldo Gabriel Peggau

Produtos: Quintess

Portal de Vendas: www.posthaus.com.br | www.quintess.posthaus.com.br

SCMC e Estúdio Elaiá promovem encontro para discutir a nova economia na moda brasileira

Debater as mudanças que a economia e a moda brasileira estão passando e buscar novas soluções para atingir a geração Z, que em breve chegará ao mercado. Foi essa a ideia proposta pelo último Experience, programa do Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) que propõe encontros entre empresários e profissionais das empresas associadas. Esta edição aconteceu na última sexta-feira (10) e o anfitrião foi o Estúdio Elaiá, apresentado em primeira mão para o grupo.

Toda a programação, que aconteceu no jardim do Elaiá, foi conduzida por Bruno Hansen, idealizador do empreendimento e proprietário do grupo Agá, que engloba ainda a Digra, empresa de gravação de cilindros para estamparia que integra o SCMC.

“Nós tivemos que parar para ouvir o nosso consumidor, ver o que ele realmente queria. A moda brasileira tem uma identidade muito forte e trazer estampas do exterior não condiz com as necessidades dos nossos clientes”, contou, durante a apresentação da Digra e do processo de criação do Elaiá, estúdio focado na criação de estampas exclusivas inspiradas nos consumidores brasileiros.

“Percebemos a importância de criar algo novo, que atendesse a essa nova economia. O nosso estúdio é focado em processos e produtos para a geração Z, que em breve chegará ao mercado e que quer mais inovação, valorização, novas experiências e valores”, enfatizou.

Novos conceitos para a geração Z
Diferente das empresas tradicionais, o Elaiá não possui missão, mas sim objetivos e atitudes. “O Elaialize (torne-se relevante), Embrazilere a passarela (leve a moda brasileira para o mundo), Assine (assuma seus erros e acertos), Humanize as engrenagens (valorize sempre as pessoas) são algumas das atitudes e conceitos que o Elaiá adotou. Nosso objetivo é ser feliz, pois acreditamos que o que é feito com prazer nos traz muita alegria. É nisto que o nosso consumidor acredita e é este o foco da geração Z”, explicou o empresário durante a palestra.

Após a apresentação, um debate sobre a nova economia deu sequência à programação. Os participantes falaram sobre a importância da união das empresas em prol do crescimento da moda no estado e do fortalecimento da cultura catarinense neste segmento.

Para o presidente do SCMC, Claudio Grando, novos modelos de negócios, que se propõem a romper paradigmas, como o Elaiá, são a prova de que o movimento está no caminho certo. “O estúdio é um case do SCMC. O Bruno absorveu de maneira única o que nos propomos a fazer e mostra como é fundamental investirmos na moda brasileira e levar ela para o mundo”, enfatizou.

SCMC-141013-Experience-Digra-Paula-Cardoso

Bruno Hansen (Grupo AGÁ), Claudio Grando (Audaces), Rui Hess de Souza (Karsten), Amélia Malheiros (Cia. Hering) e Guiliano Donini (Marisol) debatem a nova economia. Imagem: Paula Cardoso

Sobre o SCMC
O SCMC está no ano 9 e reúne 17 empresas e entidades de ensino que acreditam que é possível, através da descoberta de uma identidade de moda e design, agregar valor aos itens produzidos em Santa Catarina. Juntas, estas empresas faturam mais de R$ 4,1 bilhões e empregam 25 mil pessoas.

São elas: Altenburg, Audaces, Cia. Hering, Círculo, Dalila, Daniela Tombini, Digra, Dudalina, Fakini, HI Etiquetas, Karsten, Lancaster, Marisol, Meu Móvel de Madeira, Oceano, Printbag e Tecnoblu.

Santa Catarina Moda e Cultura é aprovado pela Lei Rouanet

No ano em que se prepara para celebrar sua primeira década, o movimento Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) obteve mais uma conquista: a aprovação do Ministério da Cultura para que, a partir de 2015, os recursos para viabilização do programa Inteligência Compartilhada possam ser captados via Lei Rouanet. O montante aprovado é de R$ 352.220,00.

O objetivo desta iniciativa é que não só as empresas já participantes possam destinar recursos via lei, mas também novas companhias possam ingressar. Segundo a gestora executiva do SCMC, Paula Cardoso, a grande missão do movimento é fazer com que Santa Catarina se envolva mais com a criação e consiga se transformar num gerador de conteúdo de moda e design para o mundo, além de participar da formação mais efetiva dos alunos nestas áreas.

“Acreditamos que, através de programas que façam com que as nossas empresas se fortaleçam enquanto identidade, processos e metodologias de gestão, estamos contribuindo não só para os negócios, mas também para a sociedade”, afirma.

O projeto e a captação de recursos tem a assessoria da Ala Cultural, de Florianópolis (SC) que pode orientar e tirar dúvidas para as empresas interessadas em participar.

SCMC-141002-Lei-Rouanet-Imagem-Ester-Mendes
Sobre o Inteligência Compartilhada

Principal vertical do SCMC, o Inteligência Compartilhada surgiu com o objetivo de promover um intercâmbio entre estudantes de moda e design e equipes de criação das empresas. No início de cada ano, ocorre um processo seletivo de escolha destes estudantes, que recebem a oportunidade de criar, em conjunto com os profissionais, uma capsule collection sob orientação da consultoria criativa do projeto.

Vários workshops ocorrem durante o ano todo para debate de tendências de comportamento e consultoria na criação dessas coleções, que são apresentadas numa mostra que está entre os maiores eventos de moda do país e ocorre sempre no fim de cada ano.

Sobre o SCMC

O SCMC está no ano 9 e reúne 17 empresas e entidades de ensino que acreditam que é possível, através da descoberta de uma identidade de moda e design, agregar valor aos itens produzidos em Santa Catarina. Juntas, estas empresas faturam mais de R$ 4,1 bilhões e empregam 25 mil pessoas.

São elas: Altenburg, Audaces, Cia. Hering, Círculo, Dalila, Daniela Tombini, Digra, Dudalina, Fakini, HI Etiquetas, Karsten, Lancaster, Marisol, Meu Móvel de Madeira, Oceano, Printbag e Tecnoblu.

Audaces intensifica internacionalização de seus produtos

A fim de ampliar sua participação em um dos mercados prioritários em sua estratégia internacional, a Audaces, empresa 100% brasileira que produz tecnologia para confecções de mais de 70 países, levará uma série de lançamentos à Expotextil, maior feira peruana voltada ao segmento, que ocorrerá em Lima, de 23 a 26 de outubro.

“A região Andina é um dos principais mercados da Audaces fora do país, até pela importância da indústria de confecções em países como Peru, Colômbia, Equador e Bolívia”, afirma Paulo Pereira, diretor de vendas internacionais, que estará presente na feira. A Audaces possui sedes de unidades da empresa na região Andina nas cidades de Lima, no Peru, e em Medelin e Bogotá, na Colômbia.

A empresa possui uma unidade própria no país desde 2012 e, por considerá-la estratégica, reservou diversas novidades para o evento. Um deles é o Clube Audaces, que oferece uma série de benefícios que resultam em total apoio ao cliente. Além de treinamentos, descontos e atualizações antecipadas de sistemas, os associados podem usufruir de produtos exclusivos. O Clube oferece uma inovação ao utilizar toda a capacidade dos processadores atuais para processar diversas séries de encaixes simultaneamente. Além de economia de tecido, o sistema garante um ganho significativo de produtividade.

O Audaces Vestuário, sistema líder de mercado no Brasil, é reconhecido internacionalmente como o ponto de partida para a automação em confecções. O Audaces Vestuário oferece a segurança que as empresas necessitam para criar moldes com precisão, graduar bases com rapidez e fazer encaixes com qualidade, garantindo melhor aproveitamento de tecido.

Outro destaque será o Digiflash, sistema Audaces que é líder mundial. Com uma única foto, a ferramenta digitaliza séries de moldes, que depois podem ser graduados e corrigidos com poucos cliques no computador. O Digiflash foi uma das dez principais inovações da indústria brasileira na década passada, conforme levantamento realizado pelo Monitor Group e pela Revista Exame.

A exposição da Audaces contará ainda com o Plotter Jet Lux 185, solução voltada a quem necessita de altíssima precisão, rapidez e agilidade na impressão de riscos em tecnologia de jato de tinta. Além dele, a empresa mostrará vários de seus sistemas, como o Audaces IDEA, primeiro software do mundo desenvolvido especialmente para criação em moda, e o Audaces 3D, que permite a criação de modelos no computador diretamente sobre um manequim virtual que tem medidas ajustáveis pelo operador.

Sobre a AUDACES

Fundada no ano de 1992, na cidade de Florianópolis/SC, a empresa tem sua trajetória baseada na inovação. A AUDACES conquistou a confiança e o reconhecimento do mercado interno e externo ao desenvolver produtos de ponta para auxiliar nos processos produtivos de todos os tamanhos de confecções. Líder absoluta no mercado de vendas de CAD/CAM em toda América Latina, a empresa exporta seus equipamentos para quatro continentes. Com mais de 20 anos de existência, é detentora de diversos prêmios e alcançou o maior reconhecimento que uma empresa pode almejar: a confiança e a satisfação de seus clientes.

Serviço

Expotextil Perú – VIII Feria Internacional de Proveedores de la Industria Textil y Confecciones

Quando: de 23 a 26 de outubro, das 14h às 21h

Onde: Centro de Exposiones Jockey – Lima – Peru

Stand Audace: X-2 (junto à Abimaq)

Outras informações: http://www.expotextilperu.com/

Eventos culturais celebram os 7 anos do Instituto Orbitato

De 16 de outubro a 6 de novembro, das 10h às 22h, o Garten Shopping de Joinville recebe a exposição comemorativa dos sete anos do Instituto Orbitato, com sede em Pomerode (SC). Uma ampla programação cultural foi preparada para celebrar o aniversário de um dos maiores institutos criativos do Brasil.

A ideia da exposição conceito é a de mostrar o  trabalho do Orbitato e de sua idealizadora Celaine  Refosco nestes sete anos de atuação, além de reforçar a importância da casa criativa no cenário do design e da moda em nosso país. Artista plástica e ilustradora, Celaine Refosco transporta suas criações para roupas, sapatos, móveis e objetos. O trabalho que o Instituto tem desenvolvido com parceiros e alunos também estará em evidência, bem como as coleções do Estúdio Orbitato – com calçados, tecidos e criações para a casa.

ORBITATO-FINAL-02 (3)

Sobre o Orbitato

Orbitato é uma estrutura multidisciplinar fundada em outubro de 2007, sediada em Pomerode, Santa Catarina, que atua nas áreas de moda, design e arquitetura com interesse em desenvolvimento social, cultural e ambiental.  É a única instituição de ensino fora da Europa a apresentar seus trabalhos na Heimtextil, principal feira do segmento têxtil que acontece na Alemanha. Celaine também é a única latino-americana a participar do Trends 2013/2014, caderno de tendências para home wear e design de interiores lançado na Alemanha.

Sobre a Celaine Refosco

Diretora Criativa do Instituto. artista plástica pela Escola de Belas Artes do Paraná – EMBAP, mestre em educação pela Universidade de La Habana/Cuba. especialista em Design para Habitação pelo CDI, Uruguai/Itália e diretora de Criação em Moda pela FAAP e MASP/ABIT. Trabalhou com desenho de estampas em importantes indústrias brasileiras, ilustrou a Trip e implantou o curso de Graduação em Moda da Unerj, em Jaraguá do Sul, que coordenou entre 2003 e 2006. Transita entre a arte e o design têxtil. Tomou a liderança em várias oportunidades em favor da ampliação do conhecimento e da capacidade criadora relacionada a design têxtil, moda e arte. Vislumbrou a lacuna educacional e cultural que permitiu a criação do Instituto Orbitato no cenário industrial catarinense, onde atua a 7 anos. Atualmente faz parte da curadoria da Bienal Catarinense de Design 2015 e ministra oficinas livres e aulas de pós graduação na área de estamparia, superfície e direção e planejamento de criação no Instituto Orbitato. Celaine também é uma das curadoras e responsáveis pela montagem da Bienal Catarinense 2015.

Serviço

GARTEN + CULTURA: INSTITUTO ORBITATO 7 ANOS

Quando: 16 de outubro (Quinta feira às 19h30_ coquetel de abertura) até o dia 6 de novembro (Quinta feira às 19h30_coquetel de encerramento)

Onde: Garten Shopping_- Rua Rolf Wiest, 333 Bom Retiro- Praça de Eventos

Horário para visitação: Todos os dias das 10h às 22h

Entrada gratuita

Mais informações na página do evento